terça-feira , 21 novembro 2017
Home / Quadrinhos / Comics / Thor – Ragnarok : Filme sensacional (para quem não estiver esperando muito)
thor-ragnarok-valquiria

Thor – Ragnarok : Filme sensacional (para quem não estiver esperando muito)

As palavras de  Adam Graham (Detroit News) descrevem muito bem esse filme:
Ragnarok is supposed to play for laughs, but it feels like the joke is on the audience.” Em tradução livre, seria algo como: “Ragnarok deve ser visto pelas risadas, mas a sensação é que a piada está na platéia”

Produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios, a sequência de Thor: The Dark World (2013) se inicia com um tom escancarado de comédia que prossegue pelos seus 130 minutos. Isso pode ser chamado de genial ou de desleixado, só depende das expectativas de quem está assistindo.

Thor: Ragnarok traz uma história linear sem grandes surpresas e com um ritmo bem marcado. Um terço do filme estamos assistindo ação exagerada e dois terços estamos dando risadas. Não há tempo para pensar na diferença entre os níveis de poder dos personagens ou se aprofundar em suas motivações e personalidades.

As batalhas são sempre exposições exageradas de uma diferença gritante de força (um personagem contra um exército, dois personagens contra dezenas de naves, etc..) ou de um equilíbrio titânico de forças (asgardiano contra asgardiana, asgardiano contra Hulk, etc..), e todo conflito obedece necessariamente à conveniência para o roteiro. Quando for conveniente para o enredo, o que precisar acontecer vai acontecer. (Nada que já não estejamos acostumados em filmes de heróis)
Apesar da franquia Thor ser considerada uma das menos influentes do universo cinematográfico Marvel, a qualidade visual do filme não deixa a desejar e algumas escolhas de elenco encaixaram perfeitamente.
Cate Blanchett é realmente incrível como HelaJeff Goldblum é hilário como Grão-Mestre. Dois atores com uma longa filmografia que dão um show de expressões, presença e voz num filme que não exige tantas expressividade. Uma pena contudo darmos de cara com a PIOR atuação de Tom Hiddleston como Loki, junto com Mark Ruffalo, que faz um Hulk aceitável, mas simplesmente não convence na forma de Bruce Banner.

Por fim, apesar dos pecados que não nos deixam realmente surpresos, Thor: Ragnarok consegue apresentar um humor bem próprio dos personagens Marvel. É um exemplo do que foi aprendido na última década com filmes de heróis: Faça a platéia rir. O filme é um ótimo entretenimento e consegue manter a platéia interessada. Em comparação com o recente Homem-Aranha: De Volta para Casa que tem problemas parecidos mas nem metade das qualidades, Ragnarok é um candidato a melhor filme Marvel do ano, se você não estiver esperando muito.

 

Deixe o seu comentário

Comentários

Sobre Augus

Augus
Escritor, músico, contemplador do design do universo e sempre estudando a forma como o destino se organiza. Apreciador sincero da arte e filosofia, e crítico imparcial da cultura nerd mainstream e underground, tenho colaborado com o Projeto JoKenPo desde sua criação.

Check Also

Regravação-do-filme-Liga-da-Justiça

Liga da Justiça: Não decepciona, mas também não impressiona. [Resenha]

Dirigido por Zack Snyder, e escrito por Chris Terrio e Joss Whedon, o aguardado Liga ...